Domingo, 7 de Abril de 2013

Que Europa?

 

(artsonline.monash.edu.au)

 

A Europa é um estado de direito, pois é regido por leis e nenhum cidadão europeu está acima delas, mas não é um estado democrático. É, antes, uma oligarquia em que são os estados mais poderosos e mais ricos que mandam.

Ao mercado comum, foram acrescentadas competências políticas que os estados-membros se viram obrigados a ceder. Quem as exerce, no plano executivo, é, de facto, um diretório escolhido pelos estados mais poderosos, quer dizer, pelos chefes desses governos nacionais. A união monetária veio agravar ainda mais esta amputação ao poder democrático dos estados membros.

Para que a Europa seja um estado democrático, é preciso que o parlamento europeu tenha um verdadeiro poder legislativo e que a comissão dependa dele como aconece com qualquer governo nacional. O partido europeu que ganhar as eleições deve formar um executivo que não pode surgir de negociações mais ou menos secretas entre chefes de estado nacionais. Tem de haver um orçamento europeu e uma política orçamental coerente. A relação entre este orçamento e os orçamentos nacionais tem que ser esclarecida por regras claras e não ficar ao critério deste ou daquele governo nacional. Aqui entra a possibilidade dos "euro-bonds".

A evolução neste sentido é impedida pelo fantasma da anulação da identidade nacional. Supostamente, num plano democrático, Portugal ficaria com um peso diminuto, perante os outros estados. Creio que este argumento só tem interesse para as elites políticas e financeiras nacionais, isto é, para aqueles que estão sempre bem, haja crise ou não. Algumas destas elites cheiram a "egrégios avós", de tão caquéticas parecerem.

Num plano democrático, o voto de um cidadão europeu português vale o mesmo que o de um alemão. Prefiro uma Europa de cidadãos a uma Europa de estados. Não quero de maneira nenhuma uma Europa dos povos, como Marine Le Pen, à direita, e outros, à esquerda, proclamam. Uma vez definidos os limites do estado europeu e salvaguardadas as competências de política cultural e linguística dos estados-membros, o que temos de fazer é avançar no sentido de uma verdadeira federação ou então acabar de vez com a ilusão da união europeia.

publicado por Redes às 14:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Avaliação da Homeopatia

. Deve o exame condicionar ...

. Bloomberg desvaloriza efe...

. Tratados ortográficos int...

. Acordo Ortográfico: Decla...

. Aniversário da Revolução ...

. Encontro sobre o Acordo O...

. O Acordo Ortográfico entr...

. O reino de Walter Hugo Mã...

. Defesa da escola pública ...

.Blogs das minhas desoras

.Extreme Tracking

eXTReMe Tracker

.Wikipédia

Support Wikipedia

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO