Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

Eusébio ou Ronaldo? - a angústia de influência

Estou quase certo que Harold Bloom, o autor de The anxiety of influence - a theory of poetry (NY, Oxford University Press, 1997, a edição que tenho aqui) terá observado que a sua teoria não se aplica só à história da poesia de língua inglesa. No mundo dos desportos e das artes estamos sempre a ser inundados de rankings a destacar as figuras mais influentes. Os media internacionais publicam anualmente listas de campeões de influência, independentemente da área de atividade.

O problema dos jovens que se querem destacar é terem de disputar o seu lugar com os "poetas mortos". Aqui entramos numa competição muito séria em que é preciso desafiar o mito, tabu freudiano, isto é, é preciso matar o pai.

No caso do futebol, no nosso país, o pai é o Eusébio. Depois de rechaçar todos os futebolistas vivos, Ronaldo viu as suas pretensões a ser o melhor de sempre, serem recusadas de modo sisudo por muitos comentadores, como se fossem sacrílegas. Ainda vivo, vimos a expressão de incómodo por parte do rei, perante a ofensiva do jovem pretendente.

Sim, bateu recordes de golos de Eusébio! Então que lhe falta para ser considerado, ao menos, igual a ele? Asseveram-lhe que é impossível quase com um ar religioso, de censura a um pecado. Vimos depois um Ronaldo, de rabo entre as pernas, a prestar vassalagem ao ícone do Benfica, então ainda vivo, quase a pedir-lhe desculpa por ter ultrapassado mais um recorde.

Lembrei-me disto por causa da recente intervenção de Figo:

"Felizmente não estou no meio dessas comparações, porque é sempre subjetivo dizer quem é o melhor: Eusébio, Ronaldo, Figo, Maradona, seja quem for... Cada pessoa tem a sua opinião. Mas ninguém se pode comparar a Eusébio. É o rei" (http://www.dn.pt/desporto/interior.aspx?content_id=3415996)

Percebe-se a lógica inerente a esta declaração. Parece ser uma fuga à questão a que ele podia responder: "o Ronaldo é ou não melhor jogador do que tu foste?" Não, isso é uma questão de opinião (pois...), mas o maior e incomparável é Eusébio! Nada melhor do que falar do pai para calar uma competição entre irmãos, "ele é que era". 

(O rei a confortar um vencido)

Lembro-me de Bocage, a prestar a sua rendição a Camões:

 

Camões, grande Camões, quão semelhante 
Acho teu fado ao meu, quando os cotejo! 
Igual causa nos fez, perdendo o Tejo, 
Arrostar co'o sacrílego gigante; 


Como tu, junto ao Ganges sussurrante, 
Da penúria cruel no horror me vejo; 
Como tu, gostos vãos, que em vão desejo, 
Também carpindo estou, saudoso amante. 


Ludíbrio, como tu, da Sorte dura 
Meu fim demando ao Céu, pela certeza 
De que só terei paz na sepultura. 


Modelo meu tu és, mas... oh, tristeza!... 
Se te imito nos transes da Ventura, 
Não te imito nos dons da Natureza.


Bocage, in 'Rimas'

 

Pois, Camões, aproximo-me de ti mas não chego lá. Mas pelo menos faço este soneto tão bem feito, ora vê lá!

Coragem, Ronaldo, ainda te hão de dar coroa, cetro e manto!

publicado por Redes às 22:22
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De apostas online betclic a 27 de Maio de 2014 às 12:19
Já sabemos que o Eusébio foi um jogador brilhante (mesmo aqueles, que como eu, nunca o viram jogar), mas a Ronaldo tem que ser reconhecido o mérito pelo palmarés que já tem aos 29 anos. E ninguém tem duvidas que o seu nome ficará a par do de Eusébio como um dos melhores de sempre ou quiça como o melhor ;)


De Redes a 28 de Maio de 2014 às 23:41
Estou inteiramente de acordo.
Mas aqui também quis realçar a linguagem quase sagrada utilizada a respeito de Eusébio.
Repare como Figo considera Ronaldo, Maradona e ele próprio como equivalentes enquanto coloca Eusébio num pedestal, ao abrigo de qualquer comparação.


De paulo prudêncio a 29 de Maio de 2014 às 17:18
Não te conhecia este interesse pelo Futebol e até me pareces um entendido no assunto 


De Redes a 29 de Maio de 2014 às 23:45
Nâo reparaste na angústia do Ronaldo? É a ambivalência freudiana em estado puro. Identifica-se com Eusébio e deseja o lugar que ele ocupa. Reparaste nas reações. condescendentes, mas claras? Eusébio é o rei, isto é, o pai. Viste o próprio, na defensiva, antes de morrer?
Interessa-me isto: as mitologias, a mitificação e, também, a angústia de influência. Podia ser sobre Cavaco Silva  versus Sá Carneiro.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30


.posts recentes

. Processos de transformaçã...

. "Colectivos" - o partido ...

. Nicolás Maduro defendido ...

. Avaliação da Homeopatia

. Deve o exame condicionar ...

. Bloomberg desvaloriza efe...

. Tratados ortográficos int...

. Acordo Ortográfico: Decla...

. Aniversário da Revolução ...

. Encontro sobre o Acordo O...

.Blogs das minhas desoras

.Extreme Tracking

eXTReMe Tracker

.Wikipédia

Support Wikipedia

.arquivos

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO