Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sem Rede

"Sobre aquilo de que não conseguimos falar, é melhor calarmo-nos." (Was sich überhaupt sagen lässt, lässt sich klar sagen; und wovon man nicht sprechen kann, darüber muss man schweigen) - Wittgenstein.

"Sobre aquilo de que não conseguimos falar, é melhor calarmo-nos." (Was sich überhaupt sagen lässt, lässt sich klar sagen; und wovon man nicht sprechen kann, darüber muss man schweigen) - Wittgenstein.

Sem Rede

01
Dez16

Que ortografia representará internacionalmente Portugal (à falta de uma única)?

Redes

José Eduardo Agualusa dá a resposta relativa ao mais poderoso país africano de língua portuguesa 1:

"Angola «tem mais a ganhar com a existência de uma ortografia única do que Portugal ou o Brasil», porque o país não produz livros mas precisa «desesperadamente deles (...) e que deve optar pela ortografia brasileira [se o acordo não for ratificado devido à resistência existente em Portugal]»2 .

1 Para alguns puristas que vêm na ortografia a língua e não a sua mera representação escrita, talvez, a língua de Angola não seja o Português, mas sim o "Angolano", ou talvez, o "Angolês". Pelo menos, o que dizem do Brasil, é que "abrasileirar" a nossa ortografia estraga a língua.

2 "Academia quer fazer alterações ao acordo ortográfico Expresso diário, 30-11-2016

01
Dez16

Desempenho português a Matemática no TIMMS dos mais novos

Redes

TIMMS.jpg

 

O que aconteceu para Portugal ultrapassar a Finlândia?1 No teste de 2011, a Finlândia ombreava no topo com os países asiáticos. Países ocidentais como a Inglaterra situavam-se abaixo. Agora, o topo é exclusivo da Ásia e a Finlândia desceu para o patamar onde se encontram Portugal e a Inglaterra.

É notório o avanço consistente de Portugal, mas não podemos pôr de parte a possibilidade de a Finlândia também ter descido a qualidade dos seus conhecimentos matemáticos na idade de 9/10 anos. Terá a reforma educativa prejudicado o desempenho a Matemática? A mudança dum ensino focado na disciplina para um centrado em temas interdiscilinares2 poderia ser a causa dessa descida. Mesmo que a mudança esteja ainda a começar, a sua difusão poderia ter encorajado avanços nessa direção. Se for o caso, a Finlândia terá que ponderar o caminho a seguir, ou talvez, defender que o teste TIMMS não consegue avaliar as vantagens das novas orientações pedagógicas.

A comparação com o resultado a Ciências, em que Portugal se situa no trigésimo lugar, sugere que o sucesso é específico da Matemática3 . Portanto, alguma orientação no campo do ensino desta disciplina poderá ter contribuído diretamente para o desempenho dos alunos. Enquanto alguns atribuem o seucesso a Maria de Lurdes Rodrigues com o plano para a Matemática, outros há que dão o prémio a Nuno Crato. Agradou-me a reposta da ex-ministra que declarou que seriam precisos mais estudos para decidir a quem enviar os parabéns.

1 "Portugal com subida recorde nas notas de Matemática do 4.º ano", Expresso, 29/11/2016; Ver o relatório de 2011: "TIMSS and PIRLS 2011: Relationships Among Reading, Mathematics, and Science Achievement at the Fourth Grade—Implications for Early Learning"

2 "Finland schools: Subjects scrapped and replaced with 'topics' as country reforms its education system" Independent, 20/03/2015 

3 Ver nota 1.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Wikipédia

Support Wikipedia

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2007
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2006
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2005
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2004
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D