Quinta-feira, 25 de Outubro de 2018

Da santidade da arte em Serralves

Receio não ter entendido muito bem o que se passou em Serralves. Segundo me parece, a administração da instituição exigiu que algumas fotos de Mappelthorpe fossem classificadas como para maiores de 18 anos ou, como se diz na Internet, com o carimbo "adult material". Por causa disso, o diretor demitiu-se invocando Mappelthorpe estar a ser vítima dum ato de censura.

Lembrando-me duma célebre obra de Mappelthorpe, pergunto-me se a fotografia do ânus e dos testículos do índio Larry é precisamente o que deve ser visto por todas as famílias que acorrem em perregrinação a Serralves no intuito de usufruírem dum momento de elevação artística, não porque considere ânus e testículos serem objetos de uma tal baixeza que impossibilitam a elevação que se atribui à arte, mas, pelo contrário, aflorando a possibilidade de a arte poder ser erótica, pornográfica e perigosa.

Do facto do acesso às artes plásticas não poder ser objeto de classificação etária como acontece com os filmes, podemos deduzir que estes não são arte ou que, pelo contrário, títulos com O império dos Sentidos, O último tango em Paris ou o O cozinheiro, o ladrão, a sua mulher e o amante dela de Peter Greenway não devem ser vítimas da censura de uma classificação etária, para edificação de todas as criancinhas.

Na reação do diretor, podemos inferir o princípio de que a arte neutraliza o erotismo e a pornografia ou dizendo por outras palavras que a pornografia se for artística deixa de o ser. Assim, podemos olhar para o ânus e os testículos do índio Larry e dizer com Magrite: Ceci n'est pas une pipe. Portanto, como estamos no campo da arte, Aqui não estão anus, nem testículos.

Penso que a arte não deve reivindicar essa inocuidade.

fs_Magritte_Pipe1.jpeg

 

 

publicado por Redes às 16:31
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Da santidade da arte em S...

. Cortez, o apóstolo do cân...

. Advérbio ou quantificador

. Da redução de frases à re...

. O lugar do livro - Cortez...

. Porque mataram Hugo Betta...

. Debate sobre o ensino da ...

. "Tablets" e computadores ...

. Desventuras de Maria do C...

. A revolução russa vista p...

.Blogs das minhas desoras

.Wikipédia

Support Wikipedia

.arquivos

. Outubro 2018

. Agosto 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO