Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sem Rede

"Sobre aquilo de que não conseguimos falar, é melhor calarmo-nos." (Was sich überhaupt sagen lässt, lässt sich klar sagen; und wovon man nicht sprechen kann, darüber muss man schweigen) - Wittgenstein.

"Sobre aquilo de que não conseguimos falar, é melhor calarmo-nos." (Was sich überhaupt sagen lässt, lässt sich klar sagen; und wovon man nicht sprechen kann, darüber muss man schweigen) - Wittgenstein.

Sem Rede

10
Jul11

Paz laboral

Redes

                     Extraído de Instituto de Gestão do Crédito Público, Economic Outlook and Debt Management Strategy, Janeiro de 2011, p. 12.

 

De acordo com a publicação acima referida, Portugal é um dos países com menos dias de trabalho perdidos por causa das greves, no periodo entre 2000 e 2007. Há pois mais retórica nas lutas sindicais do que acção propriamente dita. Anunciam-se greves, sindicatos e patrões digladiam-se nas contas e o resultado é apenas este: cerca de 25 dias de faltas grevistas por cada mil trabalhadores!

13
Out07

Sindicalismo ou comunismo?

Redes
De Fernando Madrinha no Expresso, sobre as conclusões do inquérito ao caso da Covilhã:
"Ouvindo polícias e sindicalistas, ficámos a saber que, afinal, o contacto entre eles, em situações como a desta visita do primeiro-ministro à Covilhã, não só é legítimo como rotineiro."
Apetece-me dizer: "Não pago cotas para isto!".
Ouvi uma sindicalista, dita socialista, a protestar por os comunistas voltarem a aparecer como "o papão", nas palavras do primeiro-ministro. Tenho vontade de lhe dizer: vá aos países do leste europeu e pergunte às pessoas o que elas pensam dos comunistas que as governaram durante décadas. Repare-se que eram países que o PCP apresentava como modelares, aonde Álvaro Cunhal era recebido como herói.
Para mim, é muito claro, o socialismo democrático tem dois inimigos declarados: comunistas e fascistas. Se o Partido Comunista tivesse maioria absoluta não tenho a menor dúvida sobre as suas primeiras vítimas: os socialistas. Isso aconteceu em muitos lugares. Veja-se 1917 e os anos subsequentes, socialistas-revolucionários e mencheviques eliminados, após o tomada do poder de Lenine em S. Petersburgo. Uma maravilha: os sovietes sem outra representação que não a dos bolcheviques, quando ainda uns meses antes eles eram maioritários!
19
Out06

Porque fiz greve

Redes
Há várias razões que me levaram a fazer greve, na sua maior parte comuns às da maioria dos outros professores, mas suspeito que nem todos tem exactamente os mesmos motivos. Por exemplo, não fiz greve por causa:
- do aumento da componente lectiva que resultou da contabilidade dessas horas deixar de incluir os cargos, o trabalho na Biblioteca, as aulas de apoio, etc. No meu caso, foram 6 horas a mais de trabalho diversificado que tenho que fazer na escola, para além do trabalho de preparação de aulas, de avaliação de trabalhos dos alunos, de preparação de materiais, etc. que faço frequentemente a desoras. Acrescento que os cargos que tenho implicam ainda mais trabalho em casa para serem desempenhados com um mínimo de rigor.
- dos insultos à nossa classe pela senhora ministra da educação, pois a minha dignidade profissional não depende nem dos elogios nem dos insultos da responsável pela pasta da educação. E sou indiferente à electrizante e infantil resposta que muitos professores endereçam à ministra.
- do aumento da idade de reforma que parece que é para toda a gente, embora haja uns que perdem mais do que outros.
Fiz greve porque, para além destas mudanças, a senhora ministra, quero dizer, o governo, querer ainda impor-nos:
- um sistema de avaliação equívoco, com critérios de excelência burocráticos e duvidosos e com intervenientes que por definição não têm competência para tal.
- uma progressão na carreira limitada por vagas artificiais.
- um processo de negociação em que os nossos representantes sindicais são mal ouvidos de tal maneira que parece a greve ter sido convocada pelo Ministério ao nos sugerir indirectamente que a façamos para provar que os sindicatos nos representam realmente.
Estamos num momento de dificuldades financeiras para o país e parece que quem não se defender levará a pior parte nos sacrifícios que estão a ser pedidos aos portugueses.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Wikipédia

Support Wikipedia

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2006
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2005
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D
  261. 2004
  262. J
  263. F
  264. M
  265. A
  266. M
  267. J
  268. J
  269. A
  270. S
  271. O
  272. N
  273. D